O que é o clickcarreira?
Conquiste o trabalho dos seus sonhos.
Invista no seu desenvolvimento.
Histórias de sucesso para você se inspirar.
Saúde, visual, grana, comportamento e cia.
O Clickcarreira feito por quem é fã do Clickcarreira.
Seguir no Twitter
Curtir no Facebook
Recomendar por e-mail
TV ClickCarreira
Atenção: não tente xavecar o headhunter...
Na busca por uma vaga há quem tente de tudo, inclusive dar uma cantada no recrutador. Se você duvida, veja estas histórias e aproveite para dar risada
Mariana Fonseca
sexta-feira, 11 de maio de 2012
 

 

Atenção: não tente xavecar o headhunter...Aproveitar o momento da entrevista para mostrar suas qualidades profissionais e garantir a oportunidade no mercado de trabalho. É isso que a maioria das pessoas faz quando está participando de um processo seletivo.  Mas, acredite se quiser, há quem perca a noção e utilize o momento para tentar achar sua cara-metade...

 

Pois é, pode até parecer engraçado, mas além de ser totalmente deselegante, dar uma cantada no recrutador acaba com a imagem de qualquer candidato – mesmo daqueles que pensam que seduzir o entrevistador pode garantir alguma vantagem.

 

“O profissional está nessa situação para ser avaliado apenas pelas suas competências e qualidades profissionais. Quem arrisca cantar o headhunter mostra que não tem profissionalismo e, consequentemente, perde a oportunidade de conquistar a vaga de trabalho”, afirma Gustavo Nascimento, gerente de Relacionamento da Foco Talentos.

 

Para conhecer as cantadas mais bizarras dos processos seletivos, o ClickCarreira conversou com alguns consultores para ouvir relatos e histórias das saias justas por que eles já passaram. Confira o que eles contaram – anonimamente, claro! - nestes três relatos. 

 

Eu amaria se o foco fosse você...

“Estava conduzindo a entrevista e perguntei para o candidato qual era área de formação dele. Ele respondeu e me questionou, perguntando qual era a minha área de formação. Depois perguntei quantos anos ele tinha e novamente ele me indagou: ‘E você? Quantos anos tem?’. Para tentar contornar a situação disse ao candidato que o foco da entrevista era ele. A resposta? ‘Eu iria amar se o foco fosse em você.’ Constrangida com a situação tive que ser mais ríspida com ele e disse que quem era a entrevistadora ali era eu. O candidato ficou sem graça e não fez mais nenhuma pergunta até o fim do recrutamento.”

 

Telemensagem romântica?!

“Entrei na sala de entrevista e conduzi o processo seletivo normalmente. A candidata mostrou-se interessada pela oportunidade e logo que terminamos a conversa, como de costume, falei que se tivesse qualquer dúvida sobre a seleção ela poderia ligar. Depois de dois dias recebi um telefonema. Era uma telemensagem romântica que dizia “depois que eu te conheci a minha vida mudou” e “gostaria de te conhecer melhor”. No final da gravação, a telefonista me perguntou se eu sabia quem tinha enviado a declaração. Eu respondi que acreditava que era da minha noiva, afinal ela era a única pessoa que poderia me mandar esse tipo de mensagem. E logo veio a surpresa, a telefonista disse o nome da candidata e informou que ela estava escutando tudo. Fiquei numa situação constrangedora e tive que dizer que não tinha nenhum interesse em conhecer outra pessoa...”  

 

E se a gente aproveitasse pra se conhecer melhor?

“Logo que entrei na sala, o candidato fez uma cara de surpresa. Ao cumprimentá-lo ele me perguntou se nós nos conhecíamos de outro lugar. Respondi que não e comecei a fazer a entrevista. Ao perguntar onde ele tinha cursado a faculdade, o candidato disse que tinha estudado no Mackenzie e me  questionou se não era de lá que nos conhecíamos. Respondi novamente que não. Depois comecei a indagá-lo sobre as suas experiências profissionais e toda vez que ele citava uma passagem por uma empresa ele dizia ‘será que não é de lá?’. Para não criar uma saia justa não respondia mais e continuava a entrevista. No final, eu o agradeci pela conversa e ele disse: ‘É. Acho que não nos conhecemos, mas podíamos aproveitar a oportunidade. O que acha?’. Seca e direta respondi que entraria em contato com ele, caso fosse aprovado, e sai da sala”. 

 

X
 
X
X
titulo